A solução biológica para uma melhor osseointegração do implante

Imagem da notícia: A solução biológica para uma melhor osseointegração do implante

A Perfuração Biológica a baixas rotações sem irrigação é uma técnica desenvolvida pela BTI, que facilita a recoleção do osso, no momento em que se prepara o alvéolo para inserir um implante. Esta técnica permite manter o sentido e o controlo da profundidade de trabalho. As baixas rotações de trabalho não aumentam a temperatura do osso circundante evitando, assim, a isquemia ou a lavagem alveolar. Desta forma, consegue-se um leito biológico adequado para a fixação dentária. A principal vantagem deste sistema de brocas concebido para ser utilizado a baixas rotações é a de poder recuperar osso durante a perfuração, obtendo, assim, uma grande quantidade para ser utilizado como autoenxerto. Outra particularidade deste protocolo é que este osso se mantém num plasma autólogo (PRGF®-Endoret®) para garantir a melhor conservação da viabilidade celular e autotransplante posterior. No momento de colocar os implantes, o protocolo de fresagem estabelece que os mesmos sejam colocados sem irrigação (não há aumento da temperatura durante a inserção) e humedecidos com PRGF®-Endoret® para criar uma superfície bioativa. Os resultados clínicos deste protocolo com implantes apresentam, segundo a BTI, resultados de 99 por cento de êxito.

15 Janeiro 2013
Atualidade

Notícias relacionadas