A crise aos olhos dos técnicos de prótese dentária

Imagem da notícia: A crise aos olhos dos técnicos de prótese dentária

A LabPro esteve à conversa com Daniel João Martins, vice-presidente da Associação dos Industriais de Prótese Dentária, para saber a opinião da classe os técnicos de prótese dentária relativamente a este assunto.

“Nos dias de hoje, em que a economia está no estado que todos sabemos, em que há carências vitais no seio das famílias, muitas vezes associadas ao desemprego de longa duração, fica logicamente condicionada a decisão em colocar qualquer dispositivo protético dentário ou qualquer tratamento de reabilitação oral.

Temos que ter em conta a realidade salarial da maioria da população portuguesa, em que muitos dos agregados familiares não têm mais que 1000 euros mensais de rendimento.

As simples consultas de rotina e verificação são deixadas para trás em detrimento de necessidades mais básicas e urgentes”, considerou o técnico.

Por outro lado, “há um fator que leva a que a colocação de uma prótese dentária seja vista como um ato não prioritário comparando com outros problemas de saúde”, pois “a nossa cultura de saúde oral nunca foi muito valorizada quer por parte dos utentes quer por parte do SNS”.

 

Saiba mais na LabPro 13

16 Outubro 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Pedro de Albuquerque Mateus é o novo CEO da MALO CLINIC

A MALO CLINIC entrou numa nova fase de desenvolvimento, tendo reforçado a sua equipa de gestão com a contratação de Pedro de Albuquerque Mateus para presidente executivo (CEO). O gestor tem como missão potenciar o desenvolvimento da MALO CLINIC, que concluiu o seu processo de reorganização e revitalização.

Ler mais 14 Setembro 2020
Atualidade