Colocar a saúde oral na agenda de saúde global

Imagem da notícia: Colocar a saúde oral na agenda de saúde global

Por: Juan Manuel Frade, diretor geral da Align Technology em Portugal e Espanha

As doenças da cavidade oral estão entre as doenças não transmissíveis mais comuns em todo o mundo e podem surgir em todas as idades. Segundo a Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), as doenças orais podem ter impactos variados, afetando as relações pessoais, a autoconfiança e até a própria alimentação, além de contribuir para o isolamento social.

Doenças como a periodontite podem aumentar o risco de diabetes, ataque cardíaco e cancro do pâncreas. É, por isso, fundamental manter a saúde da boca para que esta mantenha as suas funções e contribua para a saúde no geral.

Além disso, apesar de problemas como os dentes desalinhados poderem ser vistos como puramente estéticos, as mal oclusões podem, por vezes, ser sinal de problemas mais graves. Por exemplo, o correto alinhamento da arcada dos dentes é importante porque quando os mesmos estão corretamente alinhados, as gengivas encaixam melhor à volta dos dentes e os pacientes podem ter uma melhor saúde oral.

A nível mundial, em 2022 estimava-se que existiam 3.5 mil milhões de pessoas com doenças orais e outros problemas na cavidade oral, e muitos deles possíveis de prevenir. Quando não tratadas, as consequências podem ser severas e ter impacto nas famílias, nas comunidades e nos sistemas de saúde a nível mais amplo.

Saiba mais em Dental Tribune Portugal.

 

11 Maio 2023
Opinião

Notícias relacionadas

Uma visão da profissão à missão do setor

A opinião de Sara Martins, técnica de prótese dentária, na mais recente edição da sua revista profissional. Subscreva a revista LabPro 50 e tenha acesso a conteúdos exclusivos do setor.

Ler mais 19 Maio 2023
Opinião