Pilar de coroa híbrido de óxido de zircónio com corte vestibular

Imagem da notícia: Pilar de coroa híbrido de óxido de zircónio com corte vestibular

Na fabricação de uma coroa de pilar híbrida, a seleção do material é fundamental. O material da estrutura deve proporcionar alta estabilidade, e possuir translucidez e uma aparência natural. O autor explica por que prefere o óxido de zircônio NexxZr T Multi (Sagemax) e como ele faz a ponte entre alta estética e exigências econômicas. 

A aparência excecionalmente natural na ótica de luz do pilar da coroa híbrida é confirmada intraoralmente. A restauração tem um visual acolhedor e vibrante de dentro para fora. A base de titânio está completamente escondida, a coroa tem uma translucidez agradável. Em teoria, o NexxZr T Multi permite, com o seu gradiente de cor e translucidez, o fabrico de restaurações monolíticas.

Neste caso, as exigências estéticas eram muito elevadas, pelo que foi feito um revestimento vestibular com uma camada fina. As superfícies funcionais permanecem monolíticas, proporcionando um alto nível de proteção contra lascas. As expectativas do paciente foram plenamente atendidas. O tratamento de implante foi concluída com sucesso. Ao mesmo tempo, este método de fabrico eficiente coincide com as exigências económicas do laboratório dentário.

Leia o artigo completo na LabPro 51.

31 Agosto 2023
Artigos Técnicos

PUBLICIDADE
MineralDente - Recrutamento

Notícias relacionadas

Artigo técnico de Mark Bultmann

Na fabricação de uma coroa de pilar híbrida, a seleção do material é fundamental. O material da estrutura deve proporcionar alta estabilidade, e possuir translucidez e uma aparência natural. O autor explica por que prefere o óxido de zircônio NexxZr T Multi (Sagemax) e como ele faz a ponte entre alta estética e exigências econômicas. 

Ler mais 21 Julho 2023
Artigos Técnicos