“A maior vantagem do denturismo é para o paciente”

Imagem da notícia: “A maior vantagem do denturismo é para o paciente”

Apesar de ainda ilegal em Portugal, a classe de profissionais denturistas na Suíça é já uma realidade. Não havendo ainda enquadramento legal específico para esta profissão no nosso país, a LabPro entrevistou Urban Christen-Méndez, executive board member da IFD (Federação Internacional de Denturistas), por forma a perceber os contornos legais e formativos desta classe emergente.

LabPro: Qual a formação necessária, na Suíça, para se ser denturista?
Urban Christen-Méndez: Em muitos países onde os denturistas estão a trabalhar legalmente, para iniciar o seu programa de estudo, um dos requisitos é terem um determinado número de anos de experiência profissional como médicos dentistas. Na Suíça são precisos cinco anos de experiência mínima. Este é um dos motivos por que os adversários argumentam que estão a trabalhar de uma forma ilegal na cavidade oral. No entanto, esqueceram-se que este não é o nível final de educação – esse requisito é o começo! A partir deste ponto, o aluno denturista deve realizar uma rotina de trinta temas diferentes de estudos como Anatomia Humana e Fisiologia, Anatomia Cabeça e Pescoço, Microbiologia e Controlo de Infeção, Periodontologia, Histologia e Embriologia, Fisiopatologia e Farmacologia, Gerontologia, Psicologia, Nutrição, etc.. Todas estas áreas devem ser completadas com exames clínicos adicionais. Como se pode perceber, o denturista é um profissional altamente especializado.

Entrevista completa numa das próximas edições.

2 Março 2018
Entrevistas

Notícias relacionadas

PRS Engenharia no combate às contaminações cruzadas

Ricardo Silva, administrador da PRS Engenharia – Air Treatment Solutions, em entrevista à LabPro, comfirmou-nos a sua paixão pela tecnologia de ar comprimido com factos e lacunas que crê veemente não estarem supridas.

Ler mais 18 Outubro 2018
Entrevistas