“A paixão pela prótese era muita”

Imagem da notícia: “A paixão pela prótese era muita”

Alexandre Monteiro dedica-se à Prótese Dentária desde tenra idade. Em entrevista, contou-nos porque decidiu só recentemente tirar a licenciatura nesta área.

LabPro: Quando tinha 18 anos, deixou de estudar. Porquê decidiu tirar agora a licenciatura?

Alexandre Monteiro: É verdade, fiz uma pausa nos estudos. A paixão pela prótese era muita, as oportunidades ótimas, e fui-me dedicando à Prótese Dentária de corpo e alma. De qualquer das formas, não parei, fui fazendo sempre formações com especialistas de topo na área, dentro e fora do nosso país. Há quatro anos, decidi retomar os estudos, para um maior aperfeiçoamento dos conhecimentos, iniciando assim a minha licenciatura de Prótese Dentária, no campus universitário de Gandra – CESPU. Estou no último ano de curso. Neste momento, estou a frequentar também um curso de assistente dentário. É um curso técnico profissional, promovido pela Master.D, uma empresa de formação muito credível no mundo.

Leia o artigo na íntegra na LabPro 16, aqui.

7 Outubro 2014
Entrevistas

Notícias relacionadas

“A vertente artística de cada técnico tem de estar presente no complemento ao trabalho digital”

Formado há pouco mais de dois anos, o Atelier 32 é um laboratório focado na “prática exclusiva na criação de próteses fixas sobre dentes e sobre implantes”. A LabPro conheceu este atelier e falou com Sandra Pinto, diretora técnica e sócia gerente de um laboratório que funde o “digital e o analógico”, orientado na “personalização artística de cada trabalho”.

Ler mais 25 Novembro 2021
Entrevistas