“Hoje, a situação é muito diferente!”

Imagem da notícia: “Hoje, a situação é muito diferente!”

A formação nacional em prótese dentária sofreu uma grande evolução, segundo nos contou Ana Cláudia Paulo em entrevista. Saiba porquê.

“Durante muitos anos não houve formação. Os protésicos aprendiam uns com os outros e o conhecimento ia-se alterando ao longo do tempo. Enquanto alguns se diferenciavam tirando cursos no estrangeiro, a grande maioria dos profissionais não possuía curso superior ou profissional. Hoje, a situação é muito diferente! Há escolas que dão formação superior e os jovens adultos, quando concluem o curso, têm as capacidades e competências essenciais para iniciar a atividade profissional. Foi o meu caso. Por seu turno, a excessiva oferta profissional na área da Medicina Dentária deve-se ao elevado número de faculdades, o que se reflete na consequente saturação do mercado. No meu setor profissional, esta situação ainda não é marcada!”

Leia a entrevista na íntegra na LabPro 15, aqui.

23 Outubro 2014
Entrevistas

Notícias relacionadas

“Não acredito em Ronaldos na prótese dentária”

Pedro Chora Estadão, diretor do laboratório Pedro Estadão Dental Studio, acredita que o trabalho em equipa, com a cooperação entre todos os profissionais da área odontológica, é vital para se atingir o melhor resultado possível.

Ler mais 7 Outubro 2020
Entrevistas